Pin It
sexta-feira, novembro 24, 2017
Home > Jandira > Prefeitura de Jandira realiza formatura dos projetos Mulheres da Paz e Protejo.

Prefeitura de Jandira realiza formatura dos projetos Mulheres da Paz e Protejo.

A formatura contou com a presença da primeira dama Márcia Barufi, do secretário de Segurança Pública Antônio Pessanha, do comandante da GCM Joylton Catai, do presidente do Instituto Labor e Vita Clóvis Moura e do diretor da JC LOG Epaminondas Junior. (Roberto Andrade/PMJ)

No último sábado (29/04), uma cerimônia realizada no Teatro Municipal Luiz Gonzaga marcou a formatura de 125 alunos provenientes dos projetos sociais Mulheres da Paz e Protejo. Administrados pela Secretaria Municipal de Segurança Pública, os cursos foram realizados na cidade por meio de um convênio da Prefeitura de Jandira com o Ministério da Justiça.

            O curso contou com a presença da primeira dama Márcia Barufi, do secretário de Segurança Pública Antônio Pessanha, do comandante da GCM Joylton Catai, do presidente do Instituto Labor e Vita Clóvis Moura, do diretor da JC LOG Epaminondas Junior, além de alunos, familiares e autoridades municipais.

            Em seu depoimento, a primeira dama Márcia Barufi parabenizou os formandos e aproveitou para dar alguns conselhos. “É uma honra muito grande estar aqui nesta noite. Gostaria de dizer que lutem sempre pela realização dos seus sonhos. Nunca desistam. Sonhar é o que nos motiva e tenham sempre com você alguém que acredite nos seus sonhos”, comentou Márcia.  

 

Mulheres da Paz

            O Projeto Mulheres da Paz reuniu 50 mulheres de Jandira acima de 18 anos, com aulas semanais na Diretoria da Mulher. O objetivo foi capacitar mulheres atuantes na comunidade para a promoção de articuladoras sociais, a fim de fortalecer as práticas políticas e socioculturais, além de construir e fortalecer redes de prevenção da violência contra mulheres e jovens.

 

Protejo

            Já o Projeto Proteção de Jovens em território vulnerável (Protejo) atendeu 75 jovens, de 14 a 25 anos, com quatro aulas semanais, que foram realizadas na ETEC Braz Paschoalin, com temas de prevenção à violência e qualificação para o Mercado de Trabalho.  O objetivo geral do projeto é identificar, acolher e acompanhar jovens entre 15 e 24 anos, em situação de risco, vulnerabilidade social ou exposição a violências. A ideia é que, com um percurso sócio formativo, com qualificação profissional, além de atividades culturais e esportivas, os jovens tenham condições de reconfigurar suas trajetórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *