Soldados do Exército vão auxiliar nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em Jandira

Pin It
sexta-feira, agosto 17, 2018
Home > Jandira > Soldados do Exército vão auxiliar nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em Jandira

Soldados do Exército vão auxiliar nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em Jandira

A Prefeitura de Jandira, com o objetivo de combater os focos do mosquito Aedes aegypti e prevenir a transmissão de doenças como a Dengue, a Chikungunya, Zika vírus e Febre Amarela, decidiu intensificar as ações no município. Uma equipe composta por 15 soldados do Exército, pertencentes ao 22º Batalhão Logístico Leve (B Log L) de Barueri vão somar forças com a equipe de controle de vetores e agentes comunitários de Saúde e percorrer ruas e avenidas da cidade, em ações diversificadas, em imóveis residenciais, prédios públicos e propriedades particulares. Durante um mês, eles estarão nos bairros Jd. Santa Tereza, Gabriela e N. S. Fátima.

Antes de se juntar ao time da Prefeitura, os soldados participaram de um treinamento, no último dia 28/02, com o objetivo de conhecer os procedimentos do corpo técnico da Secretaria de Saúde e as características do município. Vale ressaltar que a cidade de Jandira ainda não possui nenhum caso confirmado de Dengue em 2018.

            Durante essas visitas, os agentes realizam orientações sobre criadouros do mosquito e esclarecimentos sobre as doenças. Dependendo do que é encontrado nos locais, são realizadas outras ações pontuais, como colocação de telas em caixas d’água, aplicação de larvicidas e nebulização de inseticidas, quando existe um caso confirmado em um raio de 09 km.

            Esse trabalho da Secretaria de Saúde conta com cerca de 100 profissionais da área envolvidos diretamente nas ações, além das parcerias com a Secretaria de Educação e com o setor de Fiscalização de Posturas.

O combate ao mosquito Aedes aegypti é uma tarefa de todos. Fique atento nas dicas:

– manter reservatórios de água sempre fechados e telados;

– remover folhas, galhos e tudo que possa permitir acúmulo de água nas calhas;

– evitar acúmulo de água sobre a laje;

– lavar semanalmente, por dentro e com escovas e sabão, os tanques de armazenamento de água;

– encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de plantas;

– guardar garrafas de água com a boca para baixo;

– entregar pneus velhos aos serviços de limpeza urbana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *